Sistema contábil e Empresarial | Consisa Sistemas

Blog

Contábil /
Compartilhar
  • Google Plus
  • Pinterest

Como funciona o uso do Big Data na contabilidade?

Atualmente, a transformação digital dita o futuro de muitas profissões, tornando a atualização sobre as tendências tecnológicas essencial. Uma das transformações mais relevantes para o futuro das empresas é o uso de grandes aglomerados de informações, o que é chamado de Big Data. A contabilidade está entre as atividades que mais podem se beneficiar desses dados. Porém, o uso de Big Data no setor ainda é pouco explorado.

Isso acontece justamente pela falta de informações claras sobre o que é e como é possível utilizar Big Data. Por isso, preparamos este conteúdo.

Continuando a leitura você entenderá: o que é Big Data; quais os fundamentos que orientam o seu uso; como aplicá-lo à contabilidade; e quais vantagens que ele pode proporcionar. 

O que é Big Data?

Uma das principais mudanças recentes que o avanço tecnológico proporcionou é o grande volume de dados que geramos diariamente. Com a ampliação do acesso à internet e outras tecnologias, a sociedade passou a gerar um número gigantesco de informações. 

Essas informações são dos mais variados tipos e, normalmente, são definidas como estruturadas ou não-estruturadas. 

As informações estruturadas são aquelas que têm características objetivas e podem ser facilmente classificadas e organizadas, por exemplo: datas, nomes, idades, etc. As informações não-estruturadas são mais abstratas e difíceis de se classificar e organizar objetivamente, como comentários em redes sociais.

Desse modo, Big Data poderia ser conceituado como uso e gestão inteligente do cruzamento de dados estruturados e não-estruturados para elaboração de estratégias e tomada de decisões.

Com o uso de ferramentas apropriadas, como softwares, computação em nuvem e inteligência artificial, o Big Data pode monitorar e fornecer uma visão ampla de informações pertinentes. Isso permite identificar padrões, criar projeções e, consequentemente, elaborar estratégias que geram vantagem competitiva frente à concorrência.

Além disso, o Big Data também ajuda a avaliar o trabalho e identificar possíveis problemas na gestão dos negócios. Assim, obtém-se insights valiosos para o aprimoramento das atividades desenvolvidas.

Quais os fundamentos do Big Data?

O Big Data se baseia em 5 princípios básicos, chamados “5 V’s”.

1. Volume

O primeiro fundamento do Big Data é o volume de dados, pois somente com uma grande quantidade de informações é possível fazer análises realmente precisas. Com a popularização de redes sociais e o uso ampliado da internet, passamos a gerar uma quantidade enorme de dados. Estimativas projetam que ainda em 2020 vamos gerar 1,7 MB de informações por segundo!

2. Velocidade

A dinâmica das informações online é muito rápida. Logo, a velocidade no processamento das informações é fundamental para que as oportunidades e o desenvolvimento de estratégias sejam aproveitados adequadamente. Dessa forma, é fundamental adotar softwares e outras tecnologias que ajudem no processamento veloz das informações.

3. Variedade

Trabalhar com grandes volumes de dados significar ter de lidar com uma enorme variedade na natureza e estrutura das informações. Atualmente, 80% dos dados gerados na internet são não-estruturados, sendo necessário adotar técnicas de processamento para refinar as informações.

4. Veracidade

Por mais que um grande volume de dados gere mais confiabilidade para as interpretações e projeções realizadas, é necessário ter cuidado para filtrar as informações inverídicas e ambíguas. Hashtags, tweets, curtidas, fotos e memes são conteúdos que precisam passar por filtros que garantam a veracidade da informação.

5. Valor

O último princípio que orienta o Big Data trata do valor que as informações agregam ao trabalho quando são filtradas e processadas corretamente. Esse valor pode se estender aos serviços, produtos, estratégias e decisões, aprimorados pelo uso do Big Data.

Como aplicar o Big Data na contabilidade?

A área da contabilidade naturalmente precisa lidar com uma grande quantidade de informações. Normalmente, tratam-se de dados fiscais, de vendas, financeiros, patrimoniais e pessoais. 

O uso do Big Data já pode ser de grande ajuda na filtragem, processamento e análise dessas informações essenciais para a contabilidade. Mas, para além dos usos básicos, o Big Data na contabilidade ainda pode ser aproveitado para fazer projeções, como: tendências de vendas e comparações com períodos distintos; faturamento do setor; nível de satisfação da clientela, etc.

Destacamos ainda que o Big Data facilita a realização de procedimentos como auditorias internas, cálculo de impostos e tributos.

Assim, o Big Data traz algumas vantagens competitivas e práticas que vamos explorar no próximo tópico!

Quais as vantagens do uso de Big Data?

As vantagens do uso de Big Data na contabilidade não podem ser totalmente resumidas em algumas palavras. Além das vantagens exploradas nesse conteúdo, os benefícios do seu uso são limitados apenas pelas técnicas usadas para filtrar e processar os dados. 

Desenvolvendo técnicas apropriadas e com bons profissionais gerenciando as informações, o Big Data pode trazer muitas outras vantagens!

Geração de relatórios em tempo real

Uma das atividades que mais toma tempo dos contadores é a produção de relatórios financeiros. Aplicando o Big Data, é possível gerar esses relatórios de forma automatizada e em tempo real, com menos propensão a erros

Para isso, basta registrar todas as informações necessárias e utilizar um software que automatize as relações entre elas para gerar um relatório.

Obtenção de indicadores de desempenho

Com um grande volume de dados disponíveis, é possível processá-los de modo a obter indicadores de desempenho. Esses indicadores ajudam a ilustrar as condições e resultados de diversos setores de um negócio

Os indicadores apontam de forma eficiente cenários de mudanças, comportamento dos consumidores, retorno sobre investimentos (ROI), entre outras situações que requerem atenção de um negócio.

Tomadas de decisões mais seguras

Tendo relatórios confiáveis e com indicadores de desempenho à disposição, os gestores responsáveis pelas tomadas de decisões importantes têm recursos para embasar suas escolhas. 

Assim, decisões estratégicas, que têm relevância para o desempenho dos negócios, estarão menos propensas a equívocos e falhas de interpretação em determinados cenários. Isso gera ainda mais segurança para clientes, parceiros e acionistas, agregando valor ao negócio e à marca da empresa.

O Big Data na contabilidade representa uma evolução natural, e veio para realmente mudar a dinâmica de atuação desse campo profissional. Mas as mudanças causadas pelo avanço tecnológico não param aí.

Se você quer manter-se atualizado sobre outras tecnologias que ajudam nos negócios, como inteligência artificial, computação em nuvem, etc., assine nossa newsletter e receba o melhor conteúdo para contadores diretamente em seu e-mail!

Um comentário para “Como funciona o uso do Big Data na contabilidade?”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Todos os campos são obrigatórios.

Exclusivo para você! Assine nossa newsletter e receba conteúdos antes de todo mundo.

Quer conhecer mais sobre nossa solução contábil?

Nossa equipe está pronta para esclarecer todas as suas dúvidas sobre nossa ferramenta e alavancar o seu negócio. Entre em contato através de um de nossos canais.

Já é nosso cliente?

Acesse nossa área exclusiva para clientes.
Área para clientes